segunda-feira, 15 de novembro de 2010

lost in translation

Agora? O meu coração dói.
É engraçado como em momentos como esse, você se questiona sobre sua vida. Amizades, família, emprego, amor próprio. Sempre aprendi que para alguém te amar, você precisa amar primeiro a si próprio. Talvez com os anos eu perdi esse amor. Perdi a confiança no meu potencial, na minha capacidade e me sinto perdida. E a culpa é exclusivamente minha, por não ter controle, não aprender a dar realmente valor as pessoas e até a mim mesma.

O meu coração se sente apertado. Nunca senti tanta angustia, tanto medo, tanto arrependimento. Queria ter paciência, queria que o tempo passasse voando para passar essa dor interminável. Queria ter calma! Mas sempre agi pela pressa, pelo desespero, pela ansiedade. Nunca dei tempo a nada. Nem a mim mesma! Talvez seja bom, talvez eu me redescubra nessa dor toda. Talvez eu me perca mais. Quem sabe? E pq não deixar o tempo responder?

Nunca me dei bem com incertezas. Com o incerto. Ao saber que planos davam errado eu logo me lançava em mar de perda. Ficava a beira do abismo, fascinando a morte por mais dolorosa que fosse. E que coisa mais fraca é a de valorizar a morte ?

Por vários momentos, a dor não te faz perder e sim achar. Mas porque entender tudo isso?? Por que, sendo que a solução poderia ser mais rápida?
Como disse, eu não tenho paciência. E talvez esse momento me ensine a ter.

Sei lá. No momento queria que tudo fosse um pesadelo. E eu acordasse bem e feliz do lado dele sorrindo, como se tudo isso já tivesse passado, e agora vai ser só mais uma lembrança pra dar risada. Meu coração queima, na esperança e na incerteza do que vai ser agora. Se vai mudar, se vai voltar, se vou embora. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! (Vontade de gritar, de sumir!)

Porque é horrível sentir isso. Mas eu entendo... e vou esperar. Vou ter paciência comigo mesma! Pq eu também preciso mudar, preciso me amar. Não ficar pendurada na vida de ninguém. Sentir viva por mim. Não é legal viver pelos outros, sufocar os outros na sua incapacidade.

Perder me faz ver o quanto sou fraca. O quanto preciso crescer! Quando mais aguardo uma resposta, o que as pessoas falam pra mim é, espera! Que tudo vai se resolver. MAS NÃO AGUENTO ESPERAR! huahauhaha

Mas existe o bom disso tudo, que mesmo que eu queira odiar esse momento, essa perda, na minha cabeça só ficam os bons momentos, as boas coisas. E de como uma pessoa pode despertar o sentimento de mudança em mim. Pq acho que nós mudamos sozinhos, mudamos por nós mesmo. Mas ele serviu para me acordar...!

Vou esperar, dia após dia... a dor passar, e sei o que me faz ficar aqui.

Eu te amo! Por mais que talvez nunca leia isso, eu amo você.
E vou amar independente da raiva que posso passar, dos maus momentos... Eu sempre vou amar você!

Sem comentários:

Enviar um comentário