sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Bondade no pensamento.

Acredito muito no poder do pensamento. Aquilo que acreditamos ser real em nossas mentes, vão se concretizar algum dia ou nos dar força para seguir. Desejos, sonhos, metas... talvez coisas comuns ou complexas. Acredito muito que a bondade no pensamento muda muitas coisas também... Como gestos, gentileza e é lógico atrai coisa boa.

Esses últimos anos estava mais separada desse “bom pensamento”. Me afastei das minhas crenças e também de tudo aquilo que poderia me fazer sonhar ou idealizar. Talvez, o tempo deixou minha realidade fria demais a ponto de não conseguir sonhar e nem traçar metas algumas. Não sei de fato o motivo! Às vezes tenho dessas de perder todas as esperanças em mim mesma, porém diante de tanta mudança e coisa boa que vem acontecendo comigo, que eu retorno nesse mundo de “fantasia” e sonhos acordados. Sou boba? Juvenil? Sonhadora? Gosto mesmo de ser assim e não tenho vergonha de dizer que passo horas do meu dia com vários devaneios.

A esperança de algo melhor me abraça fortemente no presente. Talvez eu tenha aprendido a gostar um pouco mais da minha pessoa! É estranho dizer, porque há algum tempo atrás estava tudo em profunda neblina. Mas acho que consegui me encaixar novamente em um trilho. Óbvio que não é 24 horas do dia totalmente focada no objetivo, porém estou muito mais disposta a tentar!

Agradeço tanto as pessoas que estão ao meu lado, que de certo modo me influenciaram. Dou muito valor a isso! Quero um dia poder retribuir tudo o que fazem por mim. Quero muito que saibam o quanto sou feliz por ter amigos e família ao meu lado, se dispondo a fazer o possível e impossível para me ver feliz! Isso sim é o real motivo da vida. Amar e ser amado! Dar e receber! Agradar e ser grato. Trocas! Porque ninguém, eu disse ninguém, vive feliz na vida sozinho.

Estou com aquela sensação, finalmente, de que tudo pode dar certo para mim! E quando em alguns momentos eu penso em coisas ruins ou pensamentos pessimistas, eu volto e questiono o que posso perder se não TENTAR... Sim, a diferença ta aí!

Meus sonhos sempre me guiaram, mas por um instante fiquei tão magoada com a realidade da vida que acabei perdendo o costume de abrir os olhos para uma outra realidade. Claro que não devemos sonhar tão alto e depois, talvez, se decepcionar. O lance na verdade é poder acredita em si próprio! Que você tem capacidade e vai conseguir realizar suas metas. Isso que eu quero e almejo!

Por tanto tempo me lamentando e não tirando a bunda da cadeira... agora posso dizer: Estou me levantando, lentamente, mas estou me levantando! E me afastando da tristeza e pessimismo!