domingo, 27 de abril de 2014

Discos da minha vida

Tentar selecionar álbuns que marcaram a minha vida sempre foi uma tarefa difícil. Porém, sempre entro nessas brincadeiras. Apesar de ter muita coisa, nunca canso de tentar nomear. A indicação dessa vez veio do Rotaroots, um grupo no Facebook que meu colega Van me adicionou. E logo de cara, tem esse tema tão foda que é música. Tenho vários cds, álbuns que me inspiraram e que ainda permanecem na minha trilha sonora da vida. Meu gosto musical é eclético, eu diria... Vocês vão poder acompanhar na lista haha. Então segue alguns:



Alexisonfire - Crisis
Quem me conhece já sabe o meu amor pela banda Alexisonfire. Inclusive, a emoção foi tanta que fiz até uma tatuagem no braço, hahaha. Mas meu amor por essa banda veio bem antes disso. Crisis foi o nomeado da vez, talvez por ter me acompanhado durante muitos momentos marcantes da minha vida. Os outros também, mas esse disco tem uma certa aproximação com meu coração. É o meu favorito. Chega perto da perfeição! Do início ao fim faz meus pelinhos do braço levitarem hahahha. Fico realmente arrepiada e emocionada por tamanha lindeza que é esse álbum. Que fala da gente, de sentimentos, de conquistas, perdas, amores, tretas, etc.

Linkin Park - Hybrid Theory


Podem falar o que quiser, mas foi essa banda que me iniciou no mundo do ROQUE diretamente! Antigamente eu curtia algumas coisas, mas nada muito sério a ponto de usar allstar cano alto e gargantilhas hahaha. Foi o primeiro CD que eu comprei e ele não saia do meu discman. Fazia uma parada nova que até então nunca tinha ouvido. Sou da época que o New Metal bombava e vários clipes passavam na MTV como 311, Korn, Slipknot, Ill Niño etc. Fui fanática pelo LP durante muito tempo. Eu seria aquela menina que se jogava da galeria do rock se meu pai não tivesse deixado eu ir no show, mas eu consegui e foi o primeiro show da minha vida. hahahhaha Eu tinha 14 anos e já adorava um drama.




Emery - ... In Shallow Seas We Sail
Outra banda que sou emocionada, hehehe. Começando minha fase emuxa, Emery sempre foi uma das minhas bandas favoritas, e ficou até hoje. Esse disco, principalmente, que trás letras bem fortes e parecidas com minhas crises existenciais. Mas apesar de toda a beleza do emo (risos), tem muita coisa linda saindo desses carinhas. Me lembra muito minha fase que trabalhei no Hospital do Câncer. Edge of the World é minha música favorita. Em breve quero tatuar também, porque eu sou assim, emocionada mesmo até o fim hahahah. O show apesar de ter sido curto, valeu a pena cada segundo. Os caras são super humildes, conversaram com a gente, tiraram fotos e tudo mais!


Three Days Grace - Three Days Grace
Seguindo a onda depressiva... Se fosse para fazer uma pesquisa das músicas que mais ouvi na vida, definitivamente as músicas desse CD entraria como um dos primeiros. Adorava de paixão Three Days Grace! Tinha até um fotolog com o nome de uma das músicas que se chama: Take Me Under. Com 15 anos,  ao auge da depressão, da rebeldia sem causa... Eu adorava as músicas com essa pegada de "ME DEIXEM EM PAZ, NINGUÉM PRESTA, ODEIO VOCÊS" hahahha. Típico. Não que tenha mudado muita coisa para hoje, mas hoje consigo ser mais sociável. Ou não! hahaha Apesar de ser viciada nesse álbum, os seguintes da banda não me agradaram tanto.




The Smiths - Louder Than Bombs


Smiths é uma banda que eu demorei para conhecer e para entender a fascinação que os outros tinham. Nunca julguei antecipadamente, mas é aquelas bandas que passam despercebidas, até dado o momento do primeiro contato real e ... PÁ, paixão! Smiths com certeza é uma das bandas mais perfeitas que eu ouvi. Não tem música chata, não tem música sem conteúdo, não tem música ruim. E por mais incrível que pareça, você pode ouvir Smiths em todos os momentos da sua vida... Chorando, amando, transando, correndo hahahha. Eu já testei, e digo que é certo. Smiths é muito amor. E esse álbum definitivamente é um dos melhores s2.


Placebo - Meds
Por que eu demorei tanto para ir no show? Placebo é de arrepiar! Está na lista de um dos melhores shows que eu fui na vida. Talvez uma das bandas mais intensas que eu tenha visto e ouvido. E tem todo um significado por trás, que vai além... Esse álbum, que é um dos mais famosos, chega a ser torturador. hahahah Placebo é uma banda que veio e ficou. Tem todas as suas representações para mim, além de ser uma banda fascinante. "Infra-red" me faz lembrar um dia que fui correr atrás de um cara e ele me esnobou. Apesar dos pesares, o desgraçado veio correr atrás de mim posteriormente. MUHAHUAUHA morra fdp! hahahhahaha




Deftones - Diamond Eyes


Essa banda é um marco grande na vida de quem curte algo mais "intense". Para essas pessoas que curtem de verdade, geralmente rola uma emoção e comigo não podia ser diferente. Causa, de fato, uma destruição interna toda vez que escuto Deftones. Além de ter marcado vários momentos quentes da minha pessoa (ui), essa banda também marcou momentos trágicos e tristes. Apesar disso, lembro de Deftones com felicidade, prazer e muito tesão, que é o que esses caras passam quando tocam, hahaha. Foi um ex meu que me apresentou, logo, apesar da raiva que algumas músicas me lembram, a boa parte permanece, hauhauhauhau Álbum apaixonante !



Have Heart - Songs to Scream At The Sun
Banda straight egde de Boston, que apesar de eu nunca ter sido, influencia muito em diversos pontos. Tem umas letras que fazem você sair do seu comodo, do seu ser acomodado, e ver que tem muitas coisas erradas acontecendo. Mas que apesar disso, você não deve desistir. Você tem uma luz própria! E eu briso mesmo hauhauha. Lindo CD e compartilho essa paixão com outros amigos meus que também não são sxe, mas curtem demais essa banda. Banda linda, capa linda, CD lindo, músicas fodas. hehe


The Juliana Theory - Love
Outro álbum emo e é o único que eu curto de verdade da banda. Uma pegada bem sentimental que eu piro. É um CD que sempre tá voltando na minha playlist, mesmo sendo de 2003. Se vocês repararem, tem a foto da explosão da bomba atômica no centro escrito LOVE em cima. Ou seja, o que é o amor não é verdade? hahahaha CD lindo que tem diversos momentos que marcaram minha vida. E um deles foi a sensação de desespero por não ter o que queria, e a vergonha de procurar algo que nunca poderia ter em mãos. uhuhuhu Falei para vocês que eu briso, e quando digo isso é verdade, risos.


Enfim, acredito que a lista já tá grande para um blog, mas pequena para meus longos 24 anos de idade. Foram muitas músicas, boas e ruins. Um dos CDs ruins é RBD, que meus amigos insistem em me lembrar. HAHAHHAHA Vários CDs comprados, vários momentos que em uma lista nunca será tão representativo quanto foi na realidade. Coloquei os que mais me marcaram, e é lógico que existem outros. Mas fica aí só uma parte do que foi. Comentem os podres que vocês conhecem sobre mim hahaha. Deixei essa parte para meus miguxos hahahha. :D

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é...


Cada um vive sua vida e traça seu próprio caminho. Essa é a lição que eu tento aprender todos os dias! Eu tento também não culpar ninguém pelas minhas escolhas, e é lógico, pelas consequências que elas trazem. Tento não fazer nenhum julgamento precipitado pelas escolhas alheias. Tento ser ao máximo integra e manter minha verdade dentro de mim... que não, não pertence a mais ninguém. Ela foi construída pelas coisas que vivi, que sofri, que ultrapassei, que desafiei, etc. Ela caminha a cada dia diferente, que muda constantemente conforme vou seguindo... Conforme vou vivendo a minha vida.

Jamais quis nada o que é comum, ou o que vem dentro da cabeça dos outros. Sempre estou à procura de algo que me complete ao máximo para eu viver na minha paz e com a cabeça em ordem. O certo para mim, pode não ser necessariamente para você! E isso sempre esteve na minha essência. Respeito pelo próximo e pelas suas vontades é o mínimo que devemos nos proporcionar a aprender todos os dias. A lição que vem disso, de entender o diferente, o desigual, é uma alegria fora do comum. Jamais nenhum igual, nenhuma massa, pode dar. Abrir cada pedacinho da sua cabeça, abrir o coração, ver seus verdadeiros limites, seus medos, e seu ser... Entender a cada dia mais sobre você e sobre os seus semelhantes. Entender que isso tudo passa, que muitas coisas mudam, que nada é para sempre, que o verdadeiro valor está nas mínimas coisas!

A minha alma se enobrece do conhecimento. Ela vive disso, além disso e para isso. O que será de mim amanhã? Não sei! A vida é mesmo incerta e cheia de buracos. Mas vou buscar sempre tentar! Vou buscar sempre me manter conhecendo algo. Nunca estática, nunca acomodada! Buscar mais o humano, ao invés do material. Buscar mais a vida, ao invés do individual!

Eu não vou morrer a cada dia tentando construir algo que não é meu! :)
Ninguém vive para mim, ninguém vive por mim, ninguém vai correr atrás das minhas coisas, ninguém vai sofrer com meus arrependimentos, talvez ninguém possa entender a felicidade do meu próprio ser. Cada sentimento é único dentro de cada pessoa, e acho que deu a hora de percebemos que a vida é uma só.

Tentar construir sua paz e distribuir-la para os outros é divino!

Que a vida me ensine a cada a dia a respirar pelos meus pulmões e eu mesma ter orgulho das minhas escolhas, dos meus amigos, do meu amor próprio, das coisas belas que passei (que foram muitas) etc. E que eu nunca desista de procurar, sozinha, a minha própria paz! Pois, só eu mesma sei, a dor e a delícia de ser o que é. :)

quarta-feira, 2 de abril de 2014

É tão certo quanto o calor do fogo (?)


E se tudo na vida fosse certo? Se tudo tivesse uma certeza absoluta? Será que seriamos pessoas mais calmas e compreensivas?
E se tudo tivesse escrito e predestinado a acontecer? Se todas as suas dúvidas logo fossem respondidas? Se toda a sua certeza da vida e das coisas nunca fosse questionada - por você e pelas outras pessoas?
E se suas decisões sempre tivessem cercadas de tantas certezas? Se você nunca errasse? Como seria? Se cada caminho fosse tão certo que você nunca, jamais poderia mudar de ideia? Ou se dar ao prazer de errar? Ou voltar, ou trilhar novas rotas?
Ah, tantas as perguntas! Nós (eu - ansiosa) que vivemos cheios de dúvidas, de medos, de escolhas e oportunidades. Será mesmo que se tudo isso fosse afirmativo, seriamos mais felizes com nossas vidas? Seriamos mais satisfeitos? Eu duvido.
Nada como uma escolha, como uma mudança, como coisas novas, como nossos erros e acertos. Novos caminhos e comprometimentos. Imagina se tudo fosse "escrito"?! Se cada pedacinho da sua vida tivesse um destino certo e totalmente controlado?
E aquele novo corte de cabelo? Aquela certeza velha indo embora com uma conversa com seus melhores amigos. Aquela repaginada no seu guarda-roupa. Aquelas velhas coisas certas "de você" indo embora pelo ralo. Deixando espaço para o novo, para o desconhecido... Para o incerto!
A vida é feita de incertezas, sabemos. Sabemos que cada incerteza na vida acaba doendo em cada pedacinho do nosso corpo, mas não existe nada como elas. Que paradoxo! Contraditório! Entretanto, o quão chato seria se tivéssemos tudo tão fácil e ao alcance de nossas mãos?
E os medos? Aqueles que nos torturam e que lutamos, dia após dia, para destruí-los. Talvez a vida seja realmente bela por isso... por essas incertezas. Por cada canto de uma nova chance de dar certo!
O caminho que ela traz e que, as mudanças nos permite, é incrível. E nada melhor do que ultrapassar momentos incertos e descobrir que agora você já está mais maduro. Sabe um pouquinho mais das coisas, mas tem umas outras trilhões para descobrir. Seria terrível se soubéssemos tudo. Seria incrivelmente chato e monótomo.
Ver em cada momento a chance de uma nova escolha, um caminho diferente. Se dá medo? Normal! Contudo, que isso sirva de impulso e jamais como uma placa "PARE".

Que tenhamos, por fim, uma única certeza... A de sempre continuar!

Texto inspirado pelo filme 'Vicky Cristina Barcelona' (2008) de Woody Allen. mimimi